sábado, 15 de setembro de 2012

Janela, janelinha


Dizem que são o espelho da alma.

Muitas vezes doces e mansos, outras tantas sombrio e raivoso outras vezes nada.

Mas eles sempre motram o que os lábios escondem e o que o coração oculta.

Para mim não são o espelho da alma mas as cortinas dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Beijinhos!
Erica