domingo, 16 de março de 2014

Pedra do Sino Teresópolis

Pedra do Sino é o ponto mais alto da Serra do Órgãos, com 2.275m de altitude. Localizada na região serrana do Rio de Janeiro, a trilha possui vários mirantes e pontos para práticas de outros esportes (como escalada e rapel). E no cume da Pedra do Sino é possível ter uma incrível visão panorâmica de toda a região!

Começamos nossa jornada às 4:40, com a espera de outros integrantes de nossa aventura, começamos a trilha que começa na sede de Teresópolis às 7:00. 

A trilha é bem marcada, ampla, vegetação típica de acordo com a altitude.Começa com vegetação densa, fechada, muita umidade e calor, conforme a subida da trilha, a vegetação vai ficando mais rasteira e mais aberta.

Por todo o caminho você encontra Ericas, margaridas, begônias, e muitas outras flores. Árvores lindíssimas, borboletas, preguiças, pássaros, pequenos mamíferos... 

Quando chegamos ao campo de altitude, a sensação é indescritível! Pedras, areia, fungos que lembram conchas, arbustos que parecem algas, lembra a paisagem marinha a mais de 2000 metros de altitude.

A impressão é que podemos tocar as nuvens!

Lá, naquela imensidão, percebemos o quão somos pequenos diante o mundo que nos cerca.

A Pedra do Sino, ou, minha pedra, é um lugar que voltarei muitas outras vezes, pois lá deixei minha alma.













quarta-feira, 12 de março de 2014

Treino Pico da Tijuca

Sábado dia 15/03, conquistarei mais um sonho: subir a Pedra do Sino,em Teresópolis.
Sonho antigo... para mim, inimaginável de concretizar, mas, chegou a hora!
Meu último treino foi no Pico da Tijuca. Trilha fácil, sem grandes dificuldades, chuva, muita umidade e calor.
Morri quase no fim da trilha. Parei duas vezes, uma por 2 e outra por 5 minutos. Fiquei preocupada... Em comparação à Pedra do Sino, o Pico da Tijuca é uma pedrinha.
Se sobreviver, conto minha aventura na próxima postagem

domingo, 9 de março de 2014

Pinceladas da vida



Estava em casa, sozinha e ganhei um lindo presente.
Olhei em torno e a casa tinha uma iluminação que nunca havia visto dentro dela.
Era um lindo pôr-do-Sol que acontecia lá fora.
Parei tudo, andei calmamente por minha casa, arrumada e cheirosa e agora colorida por tons de laranja e amarelo.
Saí calmamente e apreciei a generosidade do dia comigo.
Creio que atingir a plenitude da felicidade seja uma tarefa muito difícil, mas, hoje, posso dizer que cheguei bem perto.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Hipocresia

Vejo as mesmas pessoas que dizem ser contra a reforma do Maracanã, postando comentários sobre os jogos da Copa. Aposto que essas mesmas pessoas colocaram seus nomes na fila de espera para a compra de um ingresso e que daqui a uns meses postarão suas fotinhos no "Novo Maraca" em seus perfis.

Recuso-me a assistir, incentivar, comprar ou até mesmo ir de graça nesse teatro que só serve para nos fazer de bobos enquanto o país desmorona na nossa frente.
O Valete e a Dama se apaixonaram, mas, tudo terminou na terça de carnaval. Agora, só as cinzas...

segunda-feira, 3 de março de 2014

Preciso do cheiro do mato
Do café fresco
Da cama arrumada
Da casa limpa
Preciso das janelas abertas
da chuva fina
do beijo ardente
das mãos dadas 

Preciso dos bichos em casa
dos amigos fora da casa
da música no rádio
da comida à mesa
Preciso da noite para compor
do dia para o labor
da lágrima de emoção
do sorriso de satisfação

Preciso do sim
Preciso do não
Da bondade
Da esperança
Preciso do riso fácil
Da criança brincando
Do mundo girando
Do coração batendo
Insônia-angústia Angústia-insônia O que vem primeiro?

domingo, 2 de março de 2014

Sou filha da tempestade

Sou filha do vento e da tempestade. Nenhum vento forte me assusta. Nem mesmo o trovão é capaz de me derrubar. As tempestades são o som de meu coração, A raiva e a paixão de minha vida. Pode chover forte e me recuperarei porque sou filha do fogo Eparei Iansã! Eparei Oyá! Olhe por tua filha e esteja com ela nesse vendaval.

Meu sonho

Outra noite sonhei contigo. Tu chegavas como sempre: sorriso nos lábios, jeito tímido, olhos de menino. Subia as escadas e meu coração parava de bater até você me envolver em seus braços. Nos beijávamos como na última vez. Sem pressa. Sem medo. Sorvia de seus lábios o mel e lágrimas Éramos amor. Pulsante Transbordante Éramos um só e dois corações batendo. Acordei e não vi você. Agora olho as escadas e espero você chegar
Ohei para o céu e fiquei triste. As nuvens cinza eram da cor de minha tristeza.