segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Finalmente, depois de muitas tentativas, entrei para as estatísticas. Fui assaltada. De todas as lembranças horríveis o pior é ver estampado em meu corpo as marcas desta violência. Que esta pessoa que cometeu este crime o tenha feito apenas por necessidade, e que o que levou de mim possa dar de comer a seus filhos que passam fome ou que dê remédio a quem está doente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Beijinhos!
Erica