domingo, 5 de abril de 2015

A hora mais sombria

Aproxima-se meia noite. Como minha mãe dizia:a hora das almas.Morro de medo.Então, mesmo sem sono, fecho os olhos e procuro dormir.Na casa vazia, os sons se ampliam e até o gato do vizinho parece alma penada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Beijinhos!
Erica